No dia 11 de agosto, solenizamos a Memória de Santa Clara de Assis e o Dia do Estudante. Neste dia tão importante, celebramos, com a comunidade educativa, uma Missa em ação de Graças e demos abertura ao mês vocacional. Presidiu a Missa o Padre Jefferson Sampaio, Capelão do Colégio e os alunos tiveram uma participação ativa, através da leitura da Palavra de Deus, das preces, e da entrada com símbolos que desviam o estudante do objetivo de ser aluno, como a preguiça, os jogos eletrônicos e a distração em geral, pedindo perdão ao Senhor, no momento do Ato Penitencial. Também foram apresentados os símbolos do estudante Concepcionista, no momento da apresentação das oferendas: o uniforme, a agenda escolar e um livro do Ensino Religioso, um grande diferencial da rede Concepcionista de ensino.

 

Dois presentes marcaram essa linda festa, o primeiro: no momento de ação de graças, cada classe ganhou uma caixa de orações, onde os alunos, e também colaboradores da escola, poderão escrever seu pedido ou agradecimento a Deus, através de um papel próprio para isso, e contará com as orações de seu Capelão, Pe. Jefferson, e de todas as Irmãs Concepcionistas do Recanto Betânia, e dos que se sentirem motivados a entrar em Sintonia com esse projeto. Esse presente, adquirido pela Direção da escola, e que ficará para sempre nas salas de aula, graças a uma estante, para cada classe, doada pela professora de Geografia do Ensino Fundamental 2: Rejane Freitas, quer reforçar nos alunos a importância da oração, diálogo com Deus, que muitas vezes trará para eles o consolo necessário para os desafios do cotidiano. A caixa de orações ficará num cantinho especial da classe, chamado “Cantinho Sintonia”.

 

Outro presente bastante apreciado pelos alunos foi o lanche, caprichado pelas cozinheiras da escola, que contou também com a doação da Padaria do Roque: um delicioso cachorro quente, que fez a alegria de todos. 

 

A primeira vocação que cada um de nós recebeu foi a vida, fruto do Amor de Deus. Por isso, somos chamados a propagar esse amor que como uma chama está vivo no coração de cada um de nós e para se manter acesa depende de nossas orações e atos de caridade para com o próximo.

 
rodape